Divulgue sua empresa
Logotipo da Multiguias
Home Noticias Anuncie Contato

Combates no oeste de Uganda deixam dezenas de mortos

Guardas de soberano local e as forças de segurança entraram em confronto no fim de semana, em combates que somam, até agora, pelo menos 87 mortos

A polícia de Uganda anunciou nesta terça-feira (29) que encontrou mais 25 corpos na região de Kasese (oeste), onde os guardas de um soberano local e as forças de segurança entraram em confronto no fim de semana, em combates que somam, até agora, pelo menos 87 mortos.
Forças de segurança são vistas em Kasese, onde entrararam em confronto com milícia de soberano local.

As autoridades haviam fornecido um balanço de 62 mortos - 16 policiais e 46 guardas reais, estes últimos relacionados a militantes separatistas.
"Nós recuperamos 25 corpos na segunda-feira em dois sub-condados", disse à AFP Sam Odong, comandante da polícia do distrito de Kasese. "Nós não sabemos se são corpos de guardas reais ou civis mortos sábado e domingo", acrescentou, excluindo a possibilidade de serem policiais.
Segundo a polícia, os combates eclodiram no sábado, quando a polícia foi atacada por guardas do rei de Rwenzururu que, segundo ela, fazem parte de uma milícia ligada a um movimento que defende a criação de uma "República da Yiira" na área de fronteira entre Uganda e Kivu do Norte, na República Democrática do Congo.
Os combates continuaram no domingo de manhã em partes de Kasese e terminaram quando a polícia invadiu no domingo o palácio do rei Charles Wesley Mumbere, que foi preso.
O rei compareceu ante a justiça nesta terça-feira e foi indiciado por assassinato. Ele foi então transferido para a prisão de segurança máxima de Luzira, na periferia da capital Kampala.

compartilhe





Notícias do dia

Avião com equipe da Chapecoense cai na Colômbia e deixa mortos

Ministros Serra e Freire vão a Cuba para funerais de Fidel Castro

Combates no oeste de Uganda deixam dezenas de mortos